Plantinha Suculenta | Como cuidar

Plantinha Suculenta | Como cuidar

Plantinha Suculenta

Como cuidar das plantinhas suculentas

Se você quer ter um jardim mas demanda de pouco espaço e tempo, nós temos a solução perfeita para você: suculentas.

Elas são lindas, super fáceis de cultivar e são tão versáteis que podem ser usadas nos mais diversos tipos de decorações. Seja em quadro verdes ou vasinhos espalhados pela casa, elas trarão um charme todo especial ao ambiente.

Foto: Studio SIM Foto Design

E está justamente aí uma característica importantíssima delas: elas são plantas que podem viver bem em ambientes internos.

Além de consumir pouca água, existe uma variedade imensa de espécies que apresentam os mais diversos tipos de cores, formas e texturas.

Uma informação indispensável e de conhecimento geral, é que a maioria dos cactos e suculentas precisa de contato direto com o sol para viver. No entanto, há espécies que preferem luz indireta ou poucas horas de exposição ao sol.

É importante saber que as suculentas são intolerantes a ambientes de sombra. Por isso, é preciso separar um cantinho bem iluminado para elas.

Caso você resolva cultivá-las em ambientes internos, o ideal é que as posicione bem próximas de janelas.

Nada de colocá-las em lugares como banheiros, estantes ou até mesmo mesa do trabalho, sentimos muito informar, mas pode esquecer. A luz é realmente indispensável para essas verdinhas.

Regas

O cuidado com as regas é um fator importantíssimo e que definirá a beleza e desenvolvimento de suas suculentas. Essas plantinhas precisam de pouca água para viver e por isso muitas pessoas acabam perdendo suas amiguinhas, pelo excesso.

As folhas de suculentas são carnudas e fofinhas e há uma explicação para isso. As plantas armazenam água em seu interior, tornando-as resistentes à secas.

Não há uma regra específica para as regas. Tudo dependerá da região em que você vive, do clima, da temperatura do local, do vaso que elas estão plantadas e claro, da quantidade de luz solar que estão recebendo.

Mas a rega é prática e se formos estipular um padrão para elas, podemos defini-las de forma bem simples: no verão uma vez por semana e no inverno de uma a duas vezes por mês. E para realizar a rega, molhe apenas o solo. Evite que caia água sobre as folhinhas pois elas podem apodrecer.

Você pode verificar se sua suculenta está precisando de água da seguinte maneira: Coloque um palito no solo, ou até mesmo o dedo. Se o solo estiver com a terra leve e solta, e seco, a água será bem-vinda. Porém, se ainda houver umidade, espere um pouco mais para realizar a rega.

Cachepôs

Caso suas suculentas estejam em cachepôs é importantíssimo saber que elas deverão ser regadas sem eles. Coloque-as de volta apenas após verificar que a água já escorreu completamente.

Isso evitará que as raízes fiquem em contato com a água, e consequentemente apodreçam.

Xícaras, terrários etc.

Se você optou por cultivar suas suculentas em recipientes que não possuem furos, precisará fazer um sistema de drenagem para que suas plantinhas não apodreçam e nós explicaremos como.

Esse sistema de drenagem, na verdade, é ideal e recomendado até mesmo para o plantio em vasos furados. No entanto, torna-se indispensável para o plantio em xícaras e terrários, pois como não há furos, não haverá por onde a água escoar.

Substrato

O melhor substrato para suculentas (e também para cactos) é a composição de areia de construção (areio de rio), terra adubada e pedriscos. Basta misturar duas partes de terra para cada duas partes de areia e finalizar com os pedriscos. Esses pedriscos podem ser perlita, cacos de telha ou até mesmo pedrinhas de construção.

É necessário que a terra seja leve, sem torrões, para que possa drenar bem a água. As suculentas gostam de solo livre, que seja solto e bem arejado. Um solo leve.

Se você mora em cidades litorâneas, aqui vai mais uma dica: Nunca utilize areia de praia. Esse tipo de areia contém altas doses de sal e isso prejudicaria (até mesmo mataria) sua planta.

É importante realizar a finalização com pedriscos ou alguma outra cobertura no solo pois isso ajudará a reter a umidade, evitando assim a compactação do solo.

Montagem do vaso e plantio

O primeiro passo para a montagem do vaso é criar uma barreira de drenagem.

Adicione cascalho (pedrisco e cacos de telha também funcionam perfeitamente) ou argila expandida. Feito isso, cubra com uma camada de manta bidim ou TNT. A manta garantirá que o substrato não seja levado embora com a água durante as regas.

Após isso, adicione o substrato.

Pegue então a suculenta que deseja plantar com muito cuidado, pois são plantas bem sensíveis. Retire as folhas envelhecidas e limpe as que restarem. Para isso geralmente é usado um pincel com cerdas leves e macias. Segure a planta pela base e retire com o torrão todo.

Coloque a suculenta no recipiente já com substrato, afofe com as pontas dos dedos e cubra o torrão com um pouco mais de substrato.

Finalize fazendo a cobertura citada ali em cima, com pedriscos ou outros materiais.

Adubos e fertilizantes

A adubação orgânica é sempre bem-vinda e uma das melhores e mais conscientes que há. Utilize sempre húmus de minhoca ou outro composto orgânico.

Caso prefira optar por outros adubos, existem fertilizantes específicos para cactos e suculentas. O Forth Cactos é uma excelente opção para o desenvolvimento de cactos e suculentas.

Basta seguir as instruções da embalagem e pronto, suas plantas vão amar!

Agora você já pode cultivar suculentas com prazer e sem o risco de perder suas plantas. Demais, né?!

Bom plantio e boa decoração! 💚

fonte: blog.Plantei.com.br

Ja pensou em comprar suculentas?

temos diversos modelos com um precinho ótimo, confira!


Plantinhas Suculentas

Gostaria de um orçamento?

Duvidas
coloque o DDD
Escreva em poucas palavras qual é sua duvida

 


Acompanhe as novidades da Spazio Convites


Blog de Casamento | Dicas e Inspirações

Ver outras Publicações

Dúvidas | Meio AmbienteDepoimentosRevenda de Convites | Mídias | Downloads

Escolher o convite de casamento pode parecer simples, mas está entre os itens da organização do casamento que precisam de muito cuidado dos noivos. Isso porque é através do convite de casamento que o convidado tem a primeira impressão e a dimensão de como será o evento.
É muito importante conciliar uma identidade visual única na hora de personalizar o casamento. A escolha do convite em comunhão com todos os outros itens que farão parte do grande dia é muito importante. Do save the date ao cartão de agradecimento, tudo tem que estar em perfeita harmonia de estilo, cores e formas.

Compartilhe Experiencias
Adicione seu comentário

Inline
Inline